Correntes Fluviais, Marítimas e das Marés

Jangada

Modelos à Escala

Ensaios Sem Carga

Ensaios Com Carga

Modelo Hélice

Passagens

Página Principal

 

Ensaios Com Modelos à Escala

Para definição e escolha do modelo de acelerador mais eficiente a adoptar na realidade, ensaiaram-se em ambiente real vários Modelos à Escala com perfis diferentes, todos definidos por um diâmetro de canal na zona mais estreita de 300 mm. 

Por razões de segurança os ensaios foram efectuados num local da águas paradas (na Baía do Porto da Cidade de Peniche). O efeito da corrente foi simulado fixando os modelos de acelerador imersos a uma jangada { com dimensões L x W = 5 m x 3,8 m } construída para o propósito, arrastando os mesmos debaixo de água com a jangada em movimento. 

 

Descarregar Publicação Energex2004

Para testar a eficiência dos modelos de acelerador, vários ensaios foram efectuados, na ausência de cargas oferecendo resistência ao escoamento pelo canal e na presença de 3 cargas pré-definidas L1, L2 and L3 obstruindo respectivamente cerca 58%, 72% e 82% da área do canal na sua zona mais estreita. As seguintes grandezas foram medidas em função da velocidade da jangada (equivalente à velocidade da corrente Vc):

  • A velocidade do escoamento Vt na zona mais estreita do canal, com este totalmente livre, na ausência de quaisquer resistências ao escoamento;

  • A velocidade do escoamento Vt, na zona mais estreita do canal, medida antes de uma carga oferecendo resistência ao escoamento (para as cargas L1, L2 e L3);

  • A pressão P medida transversalmente à direcção do escoamento, na zona mais estreita do canal, antes de uma carga oferecendo resistência ao escoamento (para as cargas L1, L2 e L3).