Correntes Fluviais, Marítimas e das Marés

Evolução

Novembro 1995: Surgimento da ideia de aproveitamento das correntes das marés e inicio da concepção tecnológica do sistema, com a verificação das correntes provocadas pelas marés na ria de Aveiro, que fluem de forma alternada com uma certa intensidade no sentido Terra para Mar durante a vazante ou no sentido Mar para Terra durante a enchente, passando por fases mortas durante um período de tempo na baixa-mar e na preia-mar.

Dezembro 1995 - Novembro 1997: Desenvolvimento e aperfeiçoamento do conceito da primeira tecnologia, relativa ao sistema imerso comportanto um ducto de simetria cilíndrica com o perfil hidroreactor, para aproveitamento das correntes fluviais, marítimas e das marés em locais de relativa profundidade onde se poderá verificar a existência de tráfego marítimo.

11 de Dezembro 1997: Aplicação em Portugal do 1º pedido de Patente - Data de prioridade.

Março 1998: Fundação da Sociedade PEEHR.

Novembro 1998: Aplicação de pedidos de Patente Europeia, Patente na Hungria, Patente nos EUA e Patente no Brasil.

Setembro 1999: Homologação de Candidatura Nº 109 ao, programa PEDIP II - Regime de Apoio à utilização do Sistema da Propriedade Industrial, para Formulação de Pedido de Patentes  Europeia, na Hungria e no Brasil. (Despesas elegíveis 3 178 kPTE / Incentivo 2 119 kPTE)

Novembro 1999: Exame e Concessão de Patente nos EUA.

Junho 2000: Homologação de Candidatura Nº 146 ao, programa PEDIP II - Regime de Apoio à utilização do Sistema da Propriedade Industrial, para concepção, estudo e execução de Protótipo e sua experimentação. (Despesas elegíveis 9 825 kPTE / Incentivo 5 404 kPTE).

Julho 2000 - Janeiro 2002: Construção de Protótipo Incluindo Jangada e Modelos à escala de Condutas tipo "Hidroreactor" e sistema de aquisição de dados.

Julho 2002: Homologação de Candidatura Nº 40/00664 ao, programa POE - SIUPI "Sistema de Incentivos à Utilização da Propriedade Industrial", para Manutenção de Patente e Acções de Divulgação. (Despesas elegíveis 53 016 Euro / Incentivo 37 111 Euro).

Fevereiro 2002 - Julho 2003: Execução de Ensaios com Protótipo no Estuário do Porto de Peniche.

Outubro 2003: Exame e Concessão de Patente no Brasil.

Abril 2004: Exame e Concessão da Patente em Portugal e da Patente Europeia.

Maio 2004: Publicação na Conferência Internacional Energex 2004, dos Resultados Experimentais obtidos nos Ensaios de Modelos à Escala.

Outubro 2004: Galardoação com Medalha de Ouro no Salão Internacional de Invenções de Nuremberga - IENA 2004

Fevereiro 2005: Exame e Concessão da Patente na Hungria.

Abril 2005: Galardoação com Medalha de Ouro no 33º Salão Internacional de Invenções de Genebra

Outubro 2004 - Maio 2005: Desenvolvimento e aperfeiçoamento do conceito da segunda tecnologia, relativa a um catamarã comportando dois  flutuadores formando um canal de simetria planar com o perfil hidroreactor, para promover o aproveitamento das correntes fluviais de fio-de-água em rios de baixa profundidade onde o tráfego náutico é praticamente inexistente.

Junho 2005: Aplicação de pedido de Patente Europeia, relativamente à concepção da segunda tecnologia.

Março 2005 - Fevereiro 2006: Projecto & Desenho em CAD de todos os componentes para fabrico das primeiras unidades referentes às primeira e segunda tecnologias.

Junho 2006: Homologação de Candidatura Nº 40/01159 ao, programa PRIME - SIUPI "Sistema de Incentivos à Utilização da Propriedade Industrial", para Formulação de Pedido de Patentes Europeia e no Brasil para a segunda tecnologia. (Despesas elegíveis 18 350 Euro / Incentivo 7 340 Euro).